Archive for 01/08/10 - 01/09/10

Fé e Razão

O que é razão? 
No cartesianismo, faculdade caracterizada por seu poder de discernimento entre o verdadeiro e o falso, ou o bem e o mal, e eventualmente acometível por afecções antagônicas, tais como a paixão e a loucura; bom senso. Ou simplesmente a faculdade de raciocinar, de apreender, de compreender, de comparar, de ponderar, de julgar; a inteligência.

Óbvio que a ciência utiliza da razão como a sua principal ferramenta, motivo pelo qual é exatamente a razão que recolocada a ciência nos trilhos quando a mesma, em algum momento, afasta temporariamente da razão. Graças à ciência e à razão que o homem saiu das cavernas e chegou ao espaço. Não foi a Fé que colocou-nos dentro do mundo virtual, que nos deu a visão real do universo desvendado pela astronomia, que a cada dia nos proporciona uma vida saudável sob os cuidados da medicina, odontologia, nutricionismo, farmacologia, computadores, satélites, chips, TV digital, mp3, blue rays, carros, aviões, vacinas, técnicas, cirúrgicas e até os mais simples como luz elétrica, água encanada e tratada, rede de esgoto, também não originaram da Fé. Basta lembrar que cientistas como Galileu e Copérnico eram condenados por aqueles que eram os divulgadores e defensores da Fé ao tentarem trazer à humanidade a realidade à luz da razão.

Ao contrário é exatamente esta Fé que impede que as ciências sociais iluminem países como o Irã que além de açoitar uma mulher quer ainda mata-la apedrejada; Que cria os homens–bombas em suas guerras santas na promessa de viverem depois no céu entre 20.000 virgens; Que a Igreja católica abençoou a escravização de nossos Pretos Velhos por considerar que negros não tinham almas e hoje condena o uso de preservativos que impede a disseminação de doenças sexualmente transmissíveis ou mesmo o uso de anticoncepcionais contribuindo para a não construção de um planejamento familiar adequado; É em nome desta Fé que alguns ramos evangélicos atacam moral e até fisicamente Umbanda e Umbandistas, Candomblé e Candomblecistas.

Que Fé é esta? 
A Fé cega, a Fé não raciocinada, a Fé do “é porque é”, a Fé do “nada sabemos e por isso devemos aceitar”, a Fé que faz espertos explorarem tolos com fantasias, devaneios, ficção em forma de realidade. Um belo dia surgiu um cientista que resolveu aplicar os métodos científicos em fenômenos que pululavam para comprovar a veracidade ou a farsa. Este cientista usou a maior das ferramentas da ciência: A razão Disse: “ Fé inabalável é somente aquela que pode encarar a razão, face a face, em todas as épocas da humanidade”. Bendito cientista que, embora muitos neguem, fez respeitados àqueles que acreditam em reencarnação e na comunicação com os espíritos. Se antes eram taxados de loucos, pactuados com o diabo ou ignorantes, hoje, ao menos, possuem argumentos sólidos no lugar de devaneios, fantasias e achismos.

Parou por aí este estudo cientifico com seu Pentateuco e seu laboratório literário? Evidentemente que não. Vieram (não necessariamente nesta ordem) Leon Denis, Dellane, Flamarion, Aksakof, Geley, Bozzano, Lombroso, Myers, Moses, Crookes (este um dos mais exigente pesquisador), Stevenson e centenas de outros mais que solidificaram cada vez mais a realidade espiritual englobada no plano espiritual, espíritos, comunicação espiritual, mediunidade, reencarnação e as Leis que à tudo rege.

Foi a ciência nos dando o que faltava: A Fé raciocinada, a Fé do “é por isso,isso e aquilo”, a Fé do “se ainda não sabemos é por deficiência intelecto, moral ou evolucional nossa, portanto, não é desculpa, e sim, incapacidade”. Uma Fé que não nos faz parecer tolos, que nos capacita com argumentos embasados na lógica, no bom senso e na inteligência.

Desta forma explicamos com clareza e racionalidade à perguntas feitas sobre nossa crença com tamanha solidez que a pessoa que nos questiona pode até não acreditar mas com certeza nos respeitará e à nossa crença. Quem tem, como disse este cientista, Fé inabalável encara a razão. Se teme a razão é porque no fundo, no fundo, esta Fé está corroída pela dúvida, falta-lhe base sólida e isto, nossos Pretos Velhos e Caboclos estão cansados de ver dentro do Templos Umbandistas ao menor contratempo nas vidas da maioria que freqüenta.