Amonia

A amônia anidra ou amônia ( NH3) é um gás incolor, bastante tóxico, que se dissolve bem na água. Uma vez em meio aquoso, a amônia forma o hidróxido de amônio (NH4OH): NH3+H2O -> NH4+OH.

Amônia também é conhecida por amoníaco ou gás amoníaco

A amônia é adquirida pelo processo de Haber onde 2 gases( hidrogênio e nitrogênio) com o auxílio de um catalisador (ferro) submetidos à pressão e temperaturas idéias (20 MPa e 500°C).

Sua utilização como matéria prima é por demais variada:
• Fertilizantes: nitrato de amônio ,fosfato de amônio ,sulfato de amônio e uréia.
• Produtos químicos: ácido nítrico
• Fibras e plásticos: poliamidas.
• Produtos de limpeza: detergentes e amaciadores de roupa.

De acordo com a Fiocruz: “Efeitos adversos à saúde humana: O Amoníaco, devido a liberação de Amônia, pode ser sufocante e de extrema irritação aos olhos, garganta e trato respiratório. Dependendo do tempo e nível de exposição, podem ocorrer efeitos que vão de suaves irritações à severas lesões no corpo, devido a sua ação cáustica alcalina. Exposições à altas concentrações - a partir de 2500ppm por um período de 30 min. - pode ser fatal. O contato do Amoníaco pode causar severas queimaduras nos olhos e pele. Extensas queimaduras podem levar à morte. Principais partes atingidas: Olhos, pele e sistema respiratório.

Efeitos Agudos: A inalação pode causar dificuldades respiratórias, broncoespasmos, queimaduras na mucosa nasal, faringe e laringe, dor no peito, edema pulmonar, salivação e retenção da urina. Ingestão causa náusea, vômitos e inchação nos lábios, boca e laringe. O Amoníaco concentrado produz em contato com a pele necrose dos tecidos e profundas queimaduras . Contato com os olhos resulta em lacrimejação, conjuntivites, irritação na córnea e cegueira temporária ou permanente Efeitos Crônicos: Pode ocorrer bronquite crônica com redução respiratória.”


Principais sintomas: Sinais e sintomas de choque, tais como palidez, frio nas extremidades do corpo, pulso rápido e fraco, paralisia muscular, alterações no ritmo e profundidade da respiração,náuseas, vômitos, dor de cabeça, dor na garganta e parte superior do abdômen, dispnéia e tosse. Em contatos corporais provoca irritação e queimaduras da pele e mucosas, opacidade da córnea e do cristalino

Comuns em vários produtos de limpeza e tinturas na realidade são derivações químicas com grau de toxidade menor, onde suas formulações e produção são supervisionadas por profissionais competentes (químicos):

Tinturas = tioglicolato de amônia
Desinfetantes= solução amoniacal de 1,5% à 3%

Na natureza a amônia surge no famoso ciclo do nitrogênio. Existem bactérias denominadas fixadoras de nitrogênio(rhizobium) que o retiram do ar e o repassam para outros organismos(plantas->animais->homem) que através da morte e /ou excreções ,o nitrogênio é processado por bacterias decompositoras cujo produto de tal ação é a amônia .Embora altamente tóxica, na natureza surgem as bactérias do gênero nitrosomonas e nitrosococcus que com oxigênio à transforma em nitrito + energia .

Igualmente tóxico o nitrito sofre a ação de bactérias do gênero nitrospira(nitrobacter) de onde o transforma em nitrato+ energia.

Por fim bactérias anaeróbicas desnitrificantes ,como as pseudômonas,usam dos nitratos no processo respiratório devolvendo para a natureza o nitrogênio

Entre os animais a amônia se faz presente da seguinte forma:
1)Nos peixes eliminam diretamente na água(amonotélicos)
2)Pássaros e répteis eliminam amônia na forma de ácido úrico (uricotélicos)
3) Vertebrados superiores e o Homem eliminam amônia na forma de uréia(ureotélicos)


No geral, entre os animais, a amônia livre produzida em diferentes tecidos por diversas reações é transformada em algum composto sem toxidade antes de transitar pelo sangue até os rins e o fígado, motivo este pelo seu alto grau tóxico.
Assim concluímos que não temos fontes comerciais naturais de amônia, onde para tal somente é obtida industrialmente.

#####################################################################

O Feng Shui ( Kan Yu) ,filosofia chinesa que data de algo em torno de 300aC, que teve como mola propulsora de sua difusão no ocidente a escola Black Sect nos anos 60. No Brasil , de acordo com a pesquisadora, paisagista e terapeuta holística Sandra Siciliano ,através de arquitetos que visitaram os Estados Unidos e lá tiveram contato com esta filosofia tão em voga por conta do movimento Nova Era , trouxeram para cá no ínicio da década de 90. Há relatos que Wu Jyh Cherng, Sacerdote Taoísta Ordem Ortodoxa Unitária e Presidente da Sociedade Taoísta do Brasil , filho do Mestre Wu que criou o Instituto de Cultura Chinesa no Rio de Janeiro teria sido quem realmente implantou no Brasil tal filosofia.Porém ele chegou ao Brasil em 1984 e somente após alguns anos ele retornou à China para iniciar-se e aprofundar seus estudos nas Artes dos Oráculos, da Astrologia e do Feng Shui, arte taoísta de harmonizar a energia dos ambientes. No final das contas,retornamos ao início da década de 90 mesmo.

O por quê no mesmo tópico amônia e Feng Shui?

Corre na internet fórmulas de limpeza espiritual com uso de amônia e muitas são associadas como prática de Feng Shui. Afora sites e blogs de caráter duvidosos não encontrei qualquer fórmulas deste tipo nos sites abaixo, que por sinal alertam sobre a divulgação de práticas alheias à esta filosofia :

- http://www.fengshuibrasil.com.br/
- http://www.fengshui.com.br/
- http://www.taoismo.org.br/

Igualmente vejo hoje em dia uma ampla divulgação via internet do uso de amônia como elementos magístico da Umbanda para se efetuarem limpezas ( bem como anil e querosene ,tão estranhos como a também divulgação de estrume de gado para defumações ).

Uma busca minuciosa foi efetuada em documentos existentes na biblioteca da família, pesquisas efetuadas desde 1896 até 1989 em centenas de Templos Umbandistas bem como em Quimbandas, antigas Macumbas ,alguns hoje quase extintos Canjerês,Cabilas, Rodas de Caxambu e Tutubandas, barracões de Candomblé . Neste período , em “casas” boas e ruins ,sérias e pouco confiáveis, não foi encontrada uma única citação sobre o uso de amônia.

Igualmente pesquisa feita em livros ditos Umbandistas datados até 1990 (obviamente por não possuirem a influência da internet ) e livros acerca de religiões e seitas anteriores ao advento da Umbanda até 1990 também não apresentou qualquer citação sobre o uso amônia (apenas 2 “ensinavam” algo um tanto bizarro: Desmanchar trabalhos urinando sobre eles e banho com urina de criança para ajudar a desenvolver a mediunidade)

Para um exemplo se levarmos em conta que a Umbanda utiliza alguns elementos ritualísticos de origem industrial , temos a pólvora. Embora seja usada em raros eventos magísticos , ela é de conhecimento da Humanidade e mais diretamente dos indígenas(à partir de 1500 e com a primeira fábrica de pólvora no Brasil em 1808 no Engenho da Lagoa de Rodrigo de Freitas) e africanos( chega ao norte da África por volta de 1305 e foi usada também como mercadoria de troca,ainda em terras africanas, por escravos). É sabido também que a pólvora usada magisticamente não é pura ,sendo acrescida de outros elementos de acordo com a necessidade apresentada.

Particularmente, em conversas com alguns Umbandistas “dinossauros “ da internet (pessoas que transitam desde 1995 nas antigas listas e comunidades do Yahoo, que são pré Orkut e pré MSN) não tivemos qualquer lembrança de citações de uso de amônia , embora foi lembrado já o aparecimento de defumações com estrume de vaca e o uso de creolina para limpeza.

Algo que destaco à título de curiosidade mas que serve à reflexão é a possibilidade da massificação de informação errônea e onde a internet é campo fértil e de rápida disseminação.

Sabemos que é extremamente comum pessoas ouvirem um ponto, entender algumas palavras de forma errada e postar nas comunidades,blogs e afins o ponto alterado. Exemplos como Euxoce , Nhan-San, gongar ,cambinda ;Nas saudações como marrombachê ou arrobachê, odoce iabá , eô eô ossaim ,arroboboiá e tantas outras acabam sendo adotados pela maioria que usa a internet como fonte.

Desta forma cito um fato que além de exemplo do entender errado o que se ouve ,serve também para pensar um pouco.

No Alto Juruá na Amazônia existem 2 tribos indigenas :Ashaninka(cuja grande maioria vive em terras peruanas )e Arara que habitam às margens de um rio que se chama Amônia. Conta-se que tal nome é uma corruptela da palavra indígena amaniá.

Amaná ,amaniá = chuva
Amanacy ,amaniacy= mãe da chuva

Diante do que expomos acima, acreditamos que realmente a amônia não faz parte dos elementos ritualístico da Umbanda.

Assim:

1)Ou trata-se de um modismo amplamente divulgado atualmente nos diversos sites e blogs que “ensinam “ fórmulas de limpezas e banhos (com ou sem o nome da Umbanda neles pois muitos se auto denominam esotéricos, etc,etc) ,fazendo a bobagem de associar poder germicida da amônia com capacidade magística de limpeza espiritual .

* Só para exemplificar , a “sensitiva” Márcia Fernandez em um programa de TV “ensinou” uma simpatia para evitar que energias negativas atinjam uma pessoa, bastava colocar um esparadrapo no umbigo ,local este segundo ela por onde as energias negativas penetram .Pois bem, quem tiver a curiosidade de procurar na internet o tema irá encontrar mais de 100 sites,blogs e/ou afins fazendo esta mesma indicação.

2)Ou trata-se de mais um exemplo de alguém escutar uma coisa e entender outra completamente diferente.

Se o caso for a primeira, temo que daqui à algum tempo teremos pessoas usando Bom Ar para substituir defumações e Ajax Limpeza Pesada para retirar “miasmas” das paredes de terreiros e residências.

Anjo Ariano
Luz e Paz

Leave a Reply