Umbanda na terra- uma reflexão

Vamos divagar acerca das origens da Umbanda na Terra e para isso torna-se essencial voltar nossos olhos a 5 pontos fundamentais:
1) A evolução científica ,moral e espiritual da humanidade encarnada .
2) A evolução dos conceitos metafísicos, filosóficos e sociais presentes nas crenças.
3) A planificação desta evolução por parte dos Arquitetos da Espiritualidade Superior.
4) A implantação das bases dos conceitos através das encarnações de Avatares ou Espíritos Crísticos (Krishna,Buda e Jesus ).
5) O trabalho de disseminação,(e/ou) fusão ,(e/ou)substituição por parte de espíritos missionários.

Levemos em conta que o contato físico de pessoas pode-se traduzir também como o contato físico de espíritos só que encarnados ou seja continuamos pertencendo a Espiritualidade só que habitando um plano mais denso.

Focando somente na evolução religiosa,na aurora da humanidade o homem olhou para a natureza e interpretou seus fenômenos e astros (raio,trovão,lua,sol,fogo,etc) como deuses e assim desenvolvem um método para agrada-los quando estivessem irados ou quando necessitasse de um favor divino: as oferendas.

Conforme as regiões do planeta , os deuses possuíam nomes diferentes mas seus atributos eram iguais assim como as oferendas .

Como num passe de mágica ,em uma época em que os pés eram o único meio de locomoção ,em todos os rincões da Terra ,cada agrupamento isolado possuía um sistema religioso com divindades de forma análoga que viviam juntas tanto as boas como as más sendo que o conceito de boa e má se confundiam .Eram os deuses com sentimentos humanos.

A humanidade vai caminhando pela estrada da evolução .Povos de forma pacífica ou bélica influenciam e são influenciados culturalmente independente de serem dominadores ou dominados. Vemos aos poucos a substituição do sistema politeísta e a assunção do monoteísmo porém com auxiliares que poderiam ser considerados como semi-deuses e entidades que se opunham à autoridade suprema.


Embora ainda Deus possuindo os sentimentos comuns ao homem ,a humanidade colocava um divisor bem definido do que era o bem e que era o mal. Assim a humanidade passou a situar-se no meio da batalha entre o bem e o mal sendo que se optasse para o mal estaria eternamente condenado .

Jesus vem a Terra e o Deus antropomórfico passa a ter atributos elevados, cai por terra o “olho por olho” mosaico substituído pelo perdão incondicional e as 10 leis hebraicas são sintetizadas em 2 leis Crísticas= Amar a Deus e ao próximo como a ti mesmo.(cito aqui o que diretamente influiu em nossa cultura ocidental).

Portugal,Espanha e Inglaterra lançam-se na busca por novas terras. Colombo,um simples navegador, derruba a “crença cientifica” religiosa que a Terra era achatada abrindo campo para Galileu Galilei. Inicia-se o processo de intercambio cultural e religioso de povos distantes e desconhecidos entre si. Portugal redescobre o Brasil já visitado pelos Fenícios, porem os Jesuítas tentam promover a destruição da cultura religiosa indígena que aprendem com os africanos a dissimular seus valores religiosos nas senzalas e nos Quilombos aproximam substancialmente suas crenças,ritos e costumes.Nasce o Candomblé originário do Culto Ancestral Africano.

“ E a Terra é o centro do universo com todos os astros e estrelas girando em torno dela.”Assim se manteve a “crença cientifica”por determinação religiosa, fazendo Galileu ser julgado e condenado por heresia em 1633 ,obrigando-o a renegar suas conclusões de que a Terra não é o centro do Universo .Qual o motivo? O Salmo 104:5 da Bíblia: "Deus colocou a Terra em suas fundações, para que não se mova por todo o sempre".Porém a ciência colocava a humanidade novamente nos trilhos da razão e da lógica de onde havia se desviado pelo mau uso da religião , o que poderia comprometer o curso da sua evolução traçada pela Espiritualidade Superior.

Se não fosse a Reforma Protestante ,Kepler não teria encontrado o refúgio necessário para reafirmar a teoria heliocentrista de Galileu e Copérnico.A ciência passa a ganhar força e começa a humanidade a tender ao materialismo.

No Brasil negros ,índios e brancos aproximam-se religiosamente nascendo assim o Catimbó, o Candomblé de Caboclo e o Omolocô.

Com a expansão materialista na Europa ,era chegada a hora de Kardec , um cientista ,colocar a Espiritualidade na Terra sob a ótica reinante e o missionário da Espiritualidade executa seu trabalho de forma brilhante colocando um fim nas teorias de possessões demoníacas,bruxarias, “loucuras” e assombrações substituindo-as pela lógica comprovada das faculdades mediúnicas, do contato sensato e inteligente com a Espiritualidade ,relembrando à humanidade o que Jesus disse:” no fim dos tempos(fim da era de Peixes) seus filhos e filhas(seus descendentes) profetizaram. Era a chamada da Espiritualidade para que a humanidade encarnada juntasse à humanidade desencarnada para caminhar a passos largos no caminho da caridade pura ,do conhecimento,da elevação moral e conseqüentemente da evolução.

A violência já anunciava ,no romper do século XX que estaria presente em épocas futuras com maior intensidade ,onde sua funesta bandeira iniciam o hasteamento na guerra de 1914, quando a meio mastro já passara a guerra de 39,da Coréia, do Vietnam,os sangrentos conflitos em solo africano,estando a tremular sob os ventos contemporâneos da realidade que vivemos

.Era, no alvorecer do novo século, o momento da Umbanda sair da Espiritualidade e florescer no solo que a humanidade encarnada pisava. Soma de todo ensinamento que a Espiritualidade plantou na Terra: Deus acima de tudo, amor e respeito à natureza ,caridade pura, reconhecimento que a Espiritualidade atua em tudo de forma lógica,justa e harmoniosa, mediunidade e reencarnação.

Espíritos altamente evoluídos apresentando-se como Pretos Velhos e Caboclos ,era a prova da Humildade Espiritual ; Espíritos intermediários sob a forma de Marinheiros, Boiadeiros e Baianos a mostrar que com trabalho e dedicação chegamos todos até as Esferas Superiores sem pular degraus; Espíritos ainda presos a um karma pesado sob a forma de Exus a passar o exemplo de que é através da resignação e do resgate das faltas através da pratica da caridade e do bem poderemos um dia adquirir as asas de um anjo , são Eles a prece da esperança.

Evidente que tracei uma reta e salientei alguns pontos que a compõe para poder ter uma linha progressiva de pensamento pois se fosse falar ponto a ponto isto se transformaria num livro.

A Umbanda é uma Fraternidade Espiritual que trabalha em conjunto com outras Fraternidades Espirituais que juntas formam a Espiritualidade.Desta forma, acompanha o desenrolar da evolução da Terra desde seus primórdios trabalhando incessantemente para que toda a Humanidade(encarnada e desencarnada) atinjam um grau de evolução que eleve a Terra de planeta de provas e expiações para um planeta feliz.

Lógico que isto não se opera da noite para o dia e demanda de muita dedicação e trabalho visto que como espíritos devedores e ainda presos à roda das encarnações,cometemos erros ,nos omitimos e até abandonamos nossas obrigações que fatalmente teremos que retomar em outra reencarnação porem com maiores dificuldades que hoje .

Cabe a cada Umbandista ter na consciência que se conseguirmos colocar uma única semente de Fé e de amor incondicional no coração de uma pessoa com certeza será um a menos a sofrer e um a mais a ajudar nesta obra que é de Deus.

A Umbanda ajudou o nascimento de muitas correntes religiosas para que estas ajudassem a Umbanda nascer.É o exemplo mais puro, bonito e sagrado de União e Fraternidade dos Espíritos Iluminados .


Anjo Ariano
Luz e Paz.

One Comment

Leave a Reply